5 passos para fazer conexões no mercado de música

O Blog de Música somosmusica.com.br postou um artigo interessante escrito pelo colaborador Dave Kusek do New Artist Model
Traz algumas dicas de como entrar no mundo do mercado da música. Como em um de nossos posts "Como vender sua música na internet" que explica como vender sua música no iTunes, Google, e tudo mais, esse post tem uma finalidade de informar e dar uma força pra que quer divulgar seu trabalho e ser reconhecido alcançando seus objetivos. 
Vamos a matéria.

1. Como fazer networking em redes sociais
O jeito mais acessível de fazer conexões na indústria musical é através de redes sociais. Às vezes pode ser muito mais fácil chegar até as pessoas online. O primeiro passo é identificar algumas pessoas do mercado com quem você queira entrar em contato. Não saque um monte de nomes de uma cartola – escolha pessoas que trabalhem num campo no qual você tenha interesse. Por exemplo, se você for um compositor de jazz, vai querer se conectar com quem publica músicas, supervisores musicais e blogueiros de jazz. Também tente se ater a profissionais que trabalham com pessoas no seu nível, ou pouco acima dele.
Depois, você pode querer começar a interagir com eles por Twitter, Facebook, YouTube ou seus blogs. O segredo é evitar sair oferecendo sua música logo de cara. Comece uma conversa com eles, contribua em temas que sejam válidos e interaja, dê a sua opinião se eles a pedirem e mantenha contatos frequentes, para que seu nome seja algo que eles reconheçam.
O tema aqui é construir um relacionamento. Uma vez que você tenha essa base, pode começar a tentar trazer sua música para a conversa.
2. Mostre sua cara
Fazer networking e conectar-se com pessoas via redes sociais é algo que você deve fazer o tempo todo, mas se você quiser levar o relacionamento que criou adiante, precisa encontrar as pessoas ao vivo. Na real, uma conversa cara a cara é o melhor jeito de se conectar com as pessoas.
Tendo isso em mente, você precisa começar a sair com certa frequência para os lugares frequentados pela indústria musical. Vá a congressos, “workshops”, festivais e shows. Faça o maior número de apresentações possível, especialmente em baladas com palco aberto e em eventos que escalam várias bandas para tocar na mesma noite. Outros músicos muitas vezes são a melhor conexão que você fará, porque eles já trabalharam com outras pessoas do mercado, como empresas de publicação advogados do ramo musical e empresários que agendam shows.
Você também deveria tentar tocar em eventos que não são ligados a música. Bailes de caridade, festas e feiras agrícolas locais e apresentações em hotéis são um ótimo jeito de colocar sua música em frente de pessoas que não a ouviram e te dá a chance de se destacar num mercado com menos competidores.
É claro, se você quiser que esses eventos sejam realmente benéficos para a sua carreira, você precisa falar com pessoas e fazer networking. Assim como nas redes sociais, você quer começar um papo antes de tentar empurrar sua música para essas pessoas. Fale com eles sobre o show ou evento em que estão, pergunte o que eles fazem da vida e depois disso fale da sua música. Antes de ir a esses eventos, certifique-se que sua presença na internet está boa. Se eles forem conferir o seu site e ele estiver mal feito ou datado, é provável que eles não continuem interessados.
3. Toda conversa é uma chance de networking
Nem todas as conexões musicais vêm com um cartão de negócios chique e um cargo lustroso. Sua maior oportunidade future pode vir na forma de um gerente de uma caridade que você apoia, ou de outra banda local que queira se unir para fazer shows juntos. Tendo isso em mente, não dispense nenhuma conversa e sempre esteja preparado com um cartão de negócios com seus contatos e site e talvez até um CD demo ou um vale-download. Nem todas as conexões vão te levar a oportunidades, e muitas delas podem não te oferecer nada neste sentido, mas se você não fizer o primeiro contato, não terá a chance de ganhar esses eventuais benefícios.
4. Não deixe a peteca cair!
Quando você fizer contato com alguém, tente conseguir alguma maneira de manter a conversa  e tomar a iniciativa de estabelecer um segundo contato. Não importa quão boa seja a intenção das pessoas, às vezes elas esquecem de levar a conversa adiante. É sua função manter o fogo da conversa aceso! Se te ajudar, faça um lembrete no seu celular com a data e o local de onde se conheceram e sobre o que conversaram. Incluir alguns detalhes na sua ligação de follow up vai mostrar que você se importou muito com o que eles tinham a dizer. Lembre-se, quem não chora não mama.
5. Dar e receber
Hoje mais do que nunca, o mercado de música é baseado em relacionamentos de benefício mútuo, e os relacionamentos são tanto sobre dar quanto sobre receber. Toda vez que você encontrar alguém, pense em o que pode fazer para ajuda-los em vez de sair pedindo favor. Afinal, você não pode esperar que as pessoas te ajudem de graça.
Se você está trocando ideia com um blogueiro, pode oferecer a ele uma prévia do seu próximo álbum. Você pode se oferecer para ser backing vocal na faixa de outra banda. Quando você for dar uma entrevista no rádio, leve alguns ingressos para o seu show, para eles sortearam para ouvintes. É dando que se recebe.
Oportunidades e relacionamentos que são construídos em benefício mútuo tendem a durar mais tempo. Uma apresentação em um evento de uma caridade que você apoie pode levar a sua música ser usada nos comerciais dessa caridade daqui a um tempo. Um show com uma banda que você curta em Nova York pode levar você a ser convidado para fazer uma turnê nacional com eles.

Você pode adquirir mais conhecimento fazendo cursos online onde você não precisa se deslocar e perder um tempão nesse transito de hoje em dia. Clique aqui e leia nossos posts com cursos online que vão te trazer um conhecimento a mais para abrilhantar suas produções.